Pastoral

A lição da pesca - A fé em atividade

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Sou pescador, e imagino que certamente não há coisa mais frustrante do que um pescador passar a noite toda sem pescar um só peixe. Foi exatamente o que aconteceu com Pedro em Lucas 5. Quando Jesus chegou na manhã seguinte, ele estava indo para casa. Jesus entrou no barco de Pedro e mandou-lhe que remasse para longe da praia. Depois, disse a Pedro que lançasse a rede nas profundezas, a fim de pegar peixes.

Jesus não era pescador; Pedro, sim. Jesus deu aqui um conselho pouco provável para um pescador profissional. Não apenas os peixes não estavam "fisgando", mas naquela área peixes costumavam ser pegos no raso e à noite.

Mas, ainda que contrariando o bom senso e os anos de experiência, Pedro obedeceu. O resultado foi a matéria-prima para uma grande fritada.

Há três lições nessa expedição pesqueira:

Primeira: a fé. O que Jesus diz é melhor. Às vezes, Jesus nos pede que façamos coisas que parecem ilógicas. Muitas vezes, o que pensamos ser o melhor impede nossa obediência fiel ao ensinamento de Jesus. Tivesse Pedro seguido a sua sabedoria, jamais teria pegado aqueles peixes. Precisamos depender de Jesus.

Segunda: o medo. Quando Pedro viu os peixes, disse: "Retira-te de mim, porque sou pecador". De repente, Pedro teve consciência de como Jesus era grandioso. E aí se lembrou das próprias fraquezas e de seu pecado. Precisamos chegar ao conhecimento de Deus do mesmo modo que Pedro e humilhar-nos diante dele. O primeiro passo no reino de Deus para cima é aquele que se dá para baixo. Somos todos pecadores desesperadamente carentes da graça de Deus.

Terceira: o ato de seguir. Jesus disse a Pedro que poderia fazer dele um verdadeiro pescador, um pescador de homens. E ele deixou tudo para seguir a Jesus. Seguir a Jesus significa comprometer a nossa vida em relação a ele. Muitos procuram uma experiência religiosa agradável, que lhe atenda às expectativas e lhe anime, em vez de ir em busca de uma vida dedicada ao serviço de Deus. Para eu ser de Cristo, ele tem que ser a minha vida (Colossenses 3:4).

O cristianismo só pode ser vivido pela fé.

 

Pr. Robson de Melo (sempre pescando com fé).

© 2016-2017 IBNA Jundiaí. Todos os Direitos Reservados.

Search