ENJOADO

História do dia das bruxas (Halloween)

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O dia das bruxas é festejado na noite de 31 de Outubro. Teve origem nos antigos povos da Grã-Bretanha e Irlanda, que acreditavam que, a véspera do Dia de Todos os Santos, os espíritos voltavam para suas casas.

Aos poucos, a comemoração foi-se tornando pública e muitos rituais começaram a ser praticados, mas sempre em tom de brincadeira, como adivinhas e jogos para saber quem iria casar ou ganhar muito dinheiro naquele ano. Com isso o costume de festejar a data foi ganhando adeptos, principalmente entre crianças e adolescentes.

Levado para os Estados Unidos pelos colonizadores, o Halloween é, hoje em dia, uma das festas mais populares do país. Fantasiados conforme manda o figurino fantasmagórico, meninos e meninas percorrem as casas vizinhas repetindo a frase: "Trick or Treat?" (travessuras ou gostosuras), e recebem doces em troca do sossego dos donos da casa. A palavra halloween é originária do inglês, onde é a contração de duas palavras: hallowed - santo e o final "e'en" - noite, ou "All Hallow Eve", que significa Noite de Todos os Santos. É comemorada no dia 31 de Outubro.Tem origem há centenas de anos atrás, onde é hoje a Grã Bretanha e o norte da França. Lá viviam os celtas.

Os celtas comemoravam o Halloween. Eles tinham uma religião chamada Wicca. Os sacerdotes wiccas eram chamados druidas. Para os wiccas, existe um Princípio Criador, que não tem nome e está além de todas as definições. Desse princípio surgiram as duas grandes olaridades, que deram origem ao Universo e a todas as formas de vida: o Princípio Feminino ou Grande Mãe e o Princípio Masculino ou deus Cornífero. Os wiccas acreditam que A Grande Mãe representa a Energia Universal Geradora, o Útero de toda criação. É associada aos mistérios da Lua, da intuição, da noite, da escuridão e da receptividade. A Deusa se mostra com três faces: a Virgem, a Mãe e a Velha Sábia (relacionada à bruxa, na imaginação popular). Da mesma maneira, acreditam que o deus Cornífero é o símbolo solar da energia masculina, nasceu da Deusa, sendo seu complemento, trazendo para si os atributos da coragem, pensamento lógico, fertilidade, saúde e alegria. Na wicca, o deus Cornífero nasce da Grande Mãe, cresce, se torna adulto, apaixona-se pela Deusa Virgem, fazem amor, a Deusa fica grávida, o deus Cornífero morre no Inverno e renasce novamente, fechando o ciclo do renascimento, que coincide com os ciclos da natureza.

“O dia 31 de Outubro é o dia em que o mundo dos homens e o mundo dos espíritos estão mais próximos”. Será?

Vemos aqui, que a data de 01 de Novembro, para os católicos, não é mera coincidência, pois o "Dia de Todos os Santos", para os católicos, era no mês de Maio. Essa mudança aconteceu porque o Papa Gregório III, em 835, mudou a data de comemoração ao "Dia de Todos os Santos" para 01 de Novembro para apaziguar a situação nos territórios pagãos, recém-conquistados no noroeste da Europa, coincidindo com o "Dia de Samhain" As colheitas deveriam ser feitas no Samhain, porque acreditavam que criaturas misteriosas, chamadas "Pooka", passavam a noite destruindo ou contaminando tudo o que sobrou nos campos. Para apaziguar esses espíritos malignos, eles acreditavam que era necessário deixar comida para eles (daí nasceu a expressão "Travessuras ou doces" ou "Trick ou treat"). Os aldeões, amedrontados, acendiam fogueiras, sacrificando animais ao deus sol. O Halloween foi introduzido nos Estados Unidos por imigrantes gauleses.

Hoje, as escolas americanas têm sido o grande canal divulgador dessa festa.

A Palavra de DEUS diz em Eclesiastes 9:5-6

5 Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles. 6 Para eles o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram; nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol.

 

Isto nos diz com respeito aos mortos, eles já não sentem, não ouvem, não falam e não tem sentimentos. Não há por que fazermos nenhum tipo de culto aos mortos, devemos é glorificar a CRISTO!

 

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.

João 3:16-17

 Que o nosso louvor não seja para vivos, nem mortos, nem bruxas, nem anjos.

 

Somente o nosso SENHOR JESUS CRISTO merece todo honra, todo louvor e toda gloria!

 

© 2016-2017 IBNA Jundiaí. Todos os Direitos Reservados.

Search